HISTÓRIA DA AROMATERAPIA

René Gattefossé, químico francês, é o fundador da aromaterapia tal como a conhecemos hoje. Trabalhava na década de 1920 nos negócios de perfumaria juntamente com a sua família, usando os óleos essenciais para indústria cosmética. Só mais tarde descobriu que esses óleos também tinham propriedades anti-sépticas devido a uma explosão que ocorreu no seu laboratório e levou a queimaduras graves numas das mãos, tendo-a mergulhada num tanque de alfazema verificou que a queimadura sarou rapidamente, sem deixar cicatriz. O sucedido fez com que Gateffossé investigasse mais acerca dos óleos a nível de problemas de pele e sobre os seus usos a nível medicinal.

Em 1928, publicou um livro intitulado “Aromathérapie” que gerou grande interesse em França e também em Itália onde o Prof. Paolo Rovesti, director do “Istituto dei Derivati Vegetali” de Milão, utilizou óleos produzidos a partir dos frutos daquela cidade, tais como bergamota, limão e laranja, e mostrou que cheirando estes óleos era possível ajudar os pacientes a recuperar de estados depressivos e ansiosos. 

Foi no entanto, o Dr. Jean Valnet, médico, presidente da “société Française de Phytothérapie et d’Aromathérapie” e antigo cirurgião militar que deu o maior contributo para que a aromaterapia fosse aceite como tratamento médico, após a sua própria experiência no uso de óleos para tratamento de ferimentos e queimaduras nos soldados durante a Segunda Guerra Mundial. Mais tarde, no seu livro Aromathérapie, que se tornou um clássico para os aromaterapeutas, descreveu como tratou doentes psiquiátricos crónicos através da ingestão oral dos óleos, verificando que os mesmos atenuavam ou eliminavam por completo, sintomas quer físicos, quer mentais.

Mas a mãe da aromaterapia holistica é a austríaca Marguerite Maury, bioquímica de profissão que se dedicou por completo a esta arte e recebeu dois prémios internacionais (em 1962 e 1967) pelas suas investigações sobre os óleos essenciais e a cosmetologia.

Embora inspirada na técnica de Gattefossé, não administrou os óleos por via oral, mas adoptou uma técnica especial de massagem para aplicação dos óleos no rosto e ao longo dos centros nervosos da coluna vertebral. Também introduziu o conceito de individualismo, em que os óleos são prescritos em função de cada pessoa.

Marguerite Maury, faleceu com 73 anos de idade devido a um ataque cardíaco por excesso de trabalho. 

Outro livro que despertou grande interesse em todo o mundo, foi o primeiro livro escrito em inglês, “The Art of Aromatherapy” escrito por Robert Tisserand, aromaterapeuta britânico e investigador, onde relata a história, propriedades e aplicações terapêuticas de muitas essências.

O que é a aromaterapia?

É uma terapia e um método natural de tratamento de doenças e manutenção da saúde, que utiliza óleos essenciais 100% puros que são extraídos de varias partes de plantas e árvores aromáticas para potenciar a saúde do corpo e da mente. 

Devido as propriedades dos óleos essenciais, este método é considerado um bom complemento de outras terapias naturais, que vai ajudar a melhorar o funcionamento do corpo e estado de espírito da pessoa, a regeneração e a vitalidade, para bem-estar geral da saúde.

Existem varias formas de Aromaterapia em que os óleos podem ser usados na massagem, uma das formas mais importantes de tratamento ou em ambientadores, no banho onde as propriedades terapêuticas combinadas com água vão potenciar os seus efeitos. Também podem ser usados como compressas, tanto quente como frias, misturados em cremes, em loções para o corpo ou mesmo algumas gotas na almofada para ajudar a uma boa noite de sono.

Os óleos são sempre diluídos em óleos vegetais, água ou álcool preservando assim as suas propriedades químicas.

Deixe uma resposta

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
pt_PTPortuguese