PERFUMES

A base da maioria dos perfumes provém, em algum ponto, de plantas (folhas, raízes, rizomas, caules, sementes, frutas e flores).
A obtenção do aroma de uma planta passa normalmente por um processo que visa a extração de seu óleo essencial, ou seja, um óleo que contém seus princípios ativos (inclusive aroma) concentrados.
Para quem tem a curiosidade de saber como se extrai um aroma de uma planta, aqui estão os principais métodos:
É decisória a escolha do método adequado para a obtenção de um óleo essencial de qualidade superior, ou um produto de segunda categoria.
É dito que o  calor e a pressão usados no ato da extração podem por exemplo interferir na qualidade final do óleo essencial, pois no momento da extração as sensíveis moléculas aromáticas podem ser quebradas e oxidadas.

Métodos de extração

Destilação a vapor  (ex. ALAMBIQUES DE COLUNA OU ALQUITARRA)

A destilação a vapor é o mais comum método de extração de óleos essenciais.
Normalmente é empregado para obter-se óleos essenciais de folhas e ervas, mas nem sempre é indicado para extrair-se o óleo essencial de sementes, raízes, madeiras e algumas flores.
Por exemplo, flores como o Jasmim, podem devido à alta pressão e calor empregado no processo, sofrer destruição de suas frágeis moléculas aromáticas vindo a perder todo o seu perfume e princípios ativos.

A destilação a vapor é feita em um alambique onde partes frescas da planta (algumas vezes usa-se plantas já secas) são colocadas. Saindo de uma caldeira, o vapor circula através das partes da planta forçando a quebra das frágeis bolsas intercelulares que se abrem e liberam o óleo essencial. À medida que este processo acontece, as sensíveis moléculas de óleos essenciais evaporam junto com o vapor da água viajando através de um tubo no alto do destilador, onde logo em seguida passam por um processo de arrefecimento através do uso de uma serpentina e se condensam junto com a água. Forma-se então, na parte superior desta mesma água obtida, uma camada de óleo essencial que é separado através de decantação. A água que sobra de todo este processo após retirado o óleo, é chamada de água floral, destilado, hidrossol ou de hidrolato.

Hidrodestilação (ex. ALAMBIQUE TRADICIONAL) 

Os materiais da planta são completamente emergidos na água, como num chá e então destilados. A temperatura não excede os 100ºC, evitando desta forma a perda de compostos mais sensíveis a altas temperaturas como na destilação a vapor. Este é o mais antigo método de destilação e o mais versátil. É comumente empregado em países mais atrasados, onde as caldeiras a vapor ainda não chegaram e nestes casos, a destilação é um processo todo artesanal. Como exemplo temos pequenas fazendas na Índia, Indonésia, Filipinas e outros países do Oriente. Costuma ser usado para extração do óleo essencial de algumas flores como o Jasmim e Neroli e também de raízes, madeiras e cascas.

Os perfumes são classificados de acordo com a procedência da matéria prima e de acordo com o Comité Francês do Perfume, os perfumes podem classificar-se como:

  • Cítricos: obtidos a partir da casca de frutas como a bergamota, a tangerina, o limão e a laranja. 
  • Florais: agrupa perfumes cujo tema principal é a flor: bouquet floral, floral verde, floral aldeídico, floral amadeirado, entre outros. 
  • Filifolhas: perfumes com notas de lavanda, bergamota e gerânio. 
  • Chipre: família que agrupa perfumes baseados principalmente nos acordes do patchouli, da bergamota e da rosa. 
  • Amadeirados: inclui perfumes com notas suaves como o sândalo e o patchouli, algumas vezes secas como o cedro e o vetiver, outras com notas de lavanda e cítricas. 
  • Âmbar: deste grupo fazem parte os perfumes com notas suaves e abaunilhadas, conhecidos como orientais. 
  • Couro: perfumes muito peculiares, com notas secas, que tentam reproduzir o odor característico do couro, da madeira queimada e do tabaco. 


Um bom perfume demora muitas vezes vários anos para ser criado, são misturadas várias essências e feitos testes, misturados outra vez e mais testes até chegar ao aroma pretendido.

Para extrair 1 kg de óleo essencial de rosas são processados 2 mil quilos de pétalas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
pt_PTPortuguese